• Ilustração de um banheiro com uma banheira branca, pia, espelho e prateleiras
    Minimalismo

    14 coisas para destralhar do banheiro hoje

    Um cômodo da casa que pode acumular bastante tralha é o banheiro. Então resolvi fazer uma lista com itens para destralhar do banheiro. Se gostarem desse tipo de post, me avisem que aí posso fazer uma série falando de outros cômodos também.

    14 itens para destralhar do banheiro já

    1. Amostras de produtos

    Sabe aquelas mini amostras de perfume, de hidratante ou de outros produtos de higiene e perfumaria? Se você tem esses itens parados há meses no seu banheiro e não usou até hoje, tem grandes chances de você continuar não usando. Portanto, se desfaça disso logo.

    1. Medicamentos vencidos

    Guardar remédios vencidos é uma péssima ideia. Faça uma triagem e jogue fora (adequadamente) o que estiver fora da validade.

    Aliás, você sabia que por causa da umidade o banheiro não é o melhor local para armazenar medicamentos? Então aproveite e encontre um lugar em outro cômodo para esse tipo de item.

    1. Cosméticos e perfumes que você não gosta do cheiro

    Às vezes você ganha um perfume e não gosta do cheiro. Ou você compra um hidratante sem experimentar a fragrância e não consegue usar porque não gostou.

    Elimine esses itens do seu banheiro. Se estiverem dentro da validade, dê para alguém.

    1. Produtos de cabelo que não funcionam mais para seu momento

    Você pintou o cabelo de loiro e comprou alguns produtos específicos para cabelo tingido. Agora você está com seu cabelo da cor natural e não pretende voltar a tingir. Pare de ocupar espaço com essas coisas e desapegue.

    1. Escovas de dentes velhas

    Esse item é para te lembrar que escovas de dentes devem ser trocadas a cada 3 meses. Aliás, escovas de dentes velhas são ótimas para limpar alguns cantinhos da casa. Quando for jogar fora, separe uma para usar na limpeza.

    1. Elásticos de cabelo que estão frouxos

    Elástico de cabelo é uma coisa fácil de acumular. É pequeno, barato e as mulheres gostam de ter vários. Com o uso, os elásticos vão perdendo a elasticidade. Então faça um limpa e mantenha só aqueles que estão em bom estado.

    1. Itens duplicados ou que você não usa

    Escovas de cabelo, pinças, lixas de unha são alguns dos objetos que costumam se multiplicar nos banheiros. Mantenha só aqueles que você usa.

    1. Lâminas de barbear cegas

    Lâminas cegas só servem para você se cortar e dificultar o processo de depilação. Jogue fora já.

    1. Embalagens desnecessárias

    O vidro de perfume vem dentro de uma caixa. A pasta de dentes também vem em uma caixinha. Jogue essas embalagens fora e mantenha apenas aquela em que o produto realmente está acondicionado.

    1. Cosméticos / produtos de higiene que não deram certo para você

    Mulheres adoram testar cosméticos novos, né. Seja porque encontrou uma promoção, ou porque uma amiga indicou algo interessante. Mas nem tudo que testamos funciona para a gente. Se estiver com itens parados, que não deram certo para você, é hora de mandá-los embora.

    1. Produtos em excesso nas superfícies

    Mantenha a pia o mais livre de produtos possível. Guarde os objetos em prateleiras, gavetas ou armários. Itens que são usados juntos podem ser guardados no mesmo recipiente, para facilitar na hora de pegar.

    Eu gosto de deixar em cima da pia apenas um sabonete para as mãos, escova de dentes e creme dental.

    1. Decoração em excesso

    Excesso de decoração só serve para acumular sujeira e dificultar a limpeza. Mantenha apenas um ou outro item de decoração para dar um toque ao ambiente.

    1. Brinquedos de banho que não são mais usados

    Isso é para quem tem criança em casa. Os pequenos costumam adorar brincar na hora do banho. Mas verifique se todos aqueles brinquedos acumulados no box estão sendo usados. Seu filho ainda brinca com todos?

    Na dúvida, tire do banheiro algum brinquedo que não está em uso, mas guarde em outro local caso a criança sinta falta.

    1. Esmaltes duros / vencidos

    De um modo geral, as brasileiras são muito vaidosas com as unhas. Como esmalte é um item relativamente barato, é comum algumas mulheres comprarem vários para ir variando. Dê uma conferida no que você tem e jogue fora aqueles que estiverem ressecados ou vencidos.

    O que mais você acha que dá para destralhar do banheiro? Deixe sua sugestão aqui nos comentários.

  • Corações de pano pendurados em um varal
    Minimalismo,  Vida

    Quando se faz necessário um destralhe de emoções

    Eu me considero uma pessoa ansiosa. Acho que sempre fui um pouco assim, mas hoje estou mais e tenho uma percepção melhor do que sinto.  

    Há alguns anos descobri o minimalismo. Na verdade, acho que eu já conhecia o conceito mas não sabia dessa nomenclatura “minimalismo”. Desde então, tenho tentado aplicar cada vez mais à minha vida.  

    Uma das coisas que sempre busco é o destralhe. Não pelo simples ato de desapegar, mas pelas consequências dessa atitude: manter em casa apenas o que amamos e faz sentido, ter mais tempo para o que realmente importa, buscar o que nos é essencial. 

    Destralhar pode não ser uma missão das mais simples. Algumas categorias são mais difíceis do que outras. Para algumas pessoas é mais fácil do que para outras. Eu mesma consigo me desfazer de algumas coisas com facilidade, mas de outras não.  

    Esses dias eu fiquei pensando sobre o destralhe e sobre a necessidade de desapegarmos não apenas de objetos, mas de sentimentos que nos fazem mal.

    Para esse desapego, o primeiro passo é admitir que algo não está bem. Como diz a escritora Brené Brown, autora de “A coragem de ser imperfeito”, não é fácil se mostrar vulnerável e ter coragem de admitir determinadas emoções e sentimentos. 

    Tenho me esforçado para me desapegar de sentimentos que me fazem mal. Vou compartilhar com vocês algumas dicas que têm me ajudado.

    5 dicas para ajudar no destralhe de emoções

    1) Escrever

    Procuro listar os motivos pelos quais aquilo que sinto não faz sentido. Quando vem aquela sensação ruim, aproveito para ler o que escrevi e racionalizar. 

    2) Ressignificar

    Essa dica tem a ver com programação neurolinguística (PNL). Não tenho grandes conhecimentos sobre o assunto, mas uma figura conhecida que utiliza essa técnica é o Tony Robbins.

    De forma muito simplista, com a PNL você ressignifica situações, emoções ou o que precisar para mandar uma mensagem diferente para seu próprio cérebro. Assim, o cérebro passa a registrar tal situação de maneira diferente.

    3) Respirar fundo

    Essa é uma dica que muitas pessoas recomendam para os momentos de dificuldade. Realmente ajuda a dar uma desacelerada. Há algumas técnicas de respiração, como inspirar e expirar lentamente 10 vezes.

    4) Fazer alguma coisa por mim

    Pensar um pouco em mim e fazer algo que eu goste auxilia no combate às emoções ruins. Caso você não tenha muito tempo, pode ser algo simples, como ler por 15 minutos, comer algo gostoso, etc. Depende do seu gosto. 

    5) Tomar um banho gostoso

    Eu adoro tomar banho. É comum eu sair do banho pensando: “Nossa, como isso é bom”. Só que no dia a dia, muitas vezes o banho é um momento corrido e executado de forma automática. Se for possível, tome um banho relaxante e se concentre nesse ato.

    E aí, vocês têm outras dicas sobre o assunto? Me contem nos comentários.

  • Finanças,  Minimalismo

    Não caia na besteira de pagar mais para ter mais do que você não precisa

    Esses dias eu recebi uma ligação da Claro-Net que me fez pensar.  A atendente me ofereceu um plano de internet com uma velocidade maior do que a que eu tenho contratada hoje, além de um pacote de TV e wifi fora de casa.

    Nos três primeiros meses eu pagaria R$ 10,00 a menos do que pago hoje por mês. A partir do quarto mês, minha mensalidade ficaria R$ 10,00 mais cara do que é hoje, sendo que no valor que pago hoje só está incluída a internet fixa.

    Teoricamente o que ela estava me oferecendo não era ruim. No entanto, o que eu tenho hoje já me atende. Portanto, eu recusei a oferta. A moça ficou insistindo, tentando me convencer, mas me mantive firme. Depois que desliguei o telefone fiquei pensando sobre aquilo.

    A moça não estava se conformando com a minha recusa. Imagino que a maioria das pessoas deva aceitar esse tipo de oferta sem nem pensar muito, já que estavam oferecendo mais benefícios por uma mensalidade “apenas” R$ 10,00 mais cara.

    Mas para que vou pagar esse valor a mais sendo que o pacote que eu tenho hoje já me atende?? Esses R$ 10,00 mensais podem virar R$ 120,00 em um ano, sem considerar juros. Não é nenhuma fortuna, mas é um valor que eu posso usar de uma forma melhor.

    Mão segurando uma flor. Não caia na besteira de pagar mais para ter mais do que não precisa.

    De um modo geral, o ser humano tem uma certa mania de grandeza, de querer sempre mais, de não se satisfazer com o que tem. Promoções do tipo “pague 3 leve 2” fazem o maior sucesso. Muitos compram sem pensar se vão conseguir usar os 3 itens antes da validade, por exemplo. Aí acontece o desperdício e o barato sai caro.

    Está na hora de refletirmos mais sobre nossos hábitos de consumo. Se o que tenho já é o essencial, não preciso de mais. É o que prega o minimalismo.

    De acordo com o site Significados, “Essencial é o indispensável, o necessárioé algo muito importante que não pode faltar. Do latim essentiale, que se refere à essência, ou seja, a substância, a ideia principal, o que constitui a natureza íntima das coisas.”

    O essencial pode variar de pessoa para pessoa, e tudo bem. Cada um tem que buscar o que é importante e suficiente para si.