• Ingredientes picados em uma tábua.
    Casa,  Organização

    7 Dicas práticas para agilizar o preparo das refeições

    Vou ser bem sincera com vocês. Eu adoro comer (taurina, né), mas não gosto de cozinhar. Não sei, não tenho muito interesse em aprender e não gosto de gastar muito tempo com isso. Mas infelizmente não podemos viver apenas de delivery, tanto pelo valor gasto quanto pela qualidade da nossa alimentação.

    Sendo assim, mesmo não gostando, eu e meu marido fazemos o basicão no dia a dia.  Como nossa rotina é bem corrida, ajuda muito deixar algumas coisas agilizadas para perder menos tempo e não cair na tentação do delivery. Separei algumas dicas bem práticas que me auxiliam a ganhar tempo no preparo das refeições.

    7 Dicas práticas para agilizar o preparo das refeições

    1- Verduras

    Procuro chegar do supermercado e já ir logo higienizar. Se eu deixo para lavar as folhas quando quero usar, muitas vezes a preguiça e o cansaço vencem e acabo não usando, o que faz com que eu coma pior e aumente as chances de desperdiçar um ingrediente porque estragou.

    2- Frutas

    Frutas como melancia e abacaxi eu já descasco, pico e guardo em um pote com tampa. Já frutas como uva e morango, eu já deixo higienizadas para também ficarem prontas para o consumo.

    3- Legumes

    Alguns legumes, como cenoura, dá pra já deixar ralado, se for usar cru. Dura alguns dias na geladeira.

    4- Temperos

    Compro cebola e alho, descaso, trituro e guardo em um potinho na geladeira com um pouquinho de óleo para ir usando nos próximos dias.

    5- Carnes

    Antes de congelar, procuro já limpar as carnes e picar da maneira que eu pretenda usar. Daí congelo as porções do tamanho certo para uma refeição.

    6- Ovos

    Costumo comer um ovo cozido pela manhã. É algo muito simples de fazer, mas às vezes não tenho tempo para ficar vigiando o ovo cozinhar para não passar do ponto que gosto. Sendo assim, cozinho uns 3 ovos de uma vez e guardo na geladeira com casca e tudo. Quando vou comer, descasco, corto e coloco uns 15 segundo no microondas porque prefiro comer morninho ao invés de gelado. Tem que cortar o ovo antes de colocar no microondas senão pode explodir. Você também pode guardar os ovos na geladeira já descascados. Não testei qual o máximo de tempo que os ovos aguentam já cozidos na geladeira. Se alguém souber, aceito a dica. Na dúvida, cozinho só para uns 3 dias mesmo.

    7- Congelar

    Com certeza essa é minha dica preferida. Por mim eu congelaria a minha vida toda pra facilitar hehehe. Algumas preparações eu sempre faço a mais para congelar. Por exemplo: feijão, mas este é um clássico, quase todo mundo faz, né. Também congelo arroz. Faço na panela elétrica a capacidade máxima dela e congelo em porções. Acho que fica ótimo.

    Carne moída, frango desfiado, legumes, molho de tomate (quando consigo fazer), bolos, brigadeiro… o céu é o limite. Você sabendo como congelar e como descongelar, não fica uma comida com gosto de requentada. Alguns ingredientes, após o congelamento, não podem mais ser usados em sua consistência natural anterior. Precisam ser utilizados em preparações ou em alguma forma de cozimento.   

    Enfim, essas são as dicas que mais uso para agilizar o preparo das refeições e não perder tanto tempo na cozinha. Agora eu quero saber quais as dicas de vocês.

  • Casa

    Como escolher a geladeira ideal

    Desenho de uma geladeira aberta mostrando tudo que tem dentro.

    Como comentei no post da semana passada, minha geladeira quebrou. Tive que escolher um modelo novo para comprar rapidamente e achei que seria interessante contar para vocês o que considerei na minha escolha.

    Marca

    Hoje em dia existe uma variedade considerável de marcas no mercado. No entanto, tem aquelas que são mais tradicionais e conhecidas. Eu foquei especificamente em três: Brastemp, Consul e Electrolux. Sei que a Brastemp e a Consul são do mesmo fabricante. A Electrolux tem uma fábrica aqui na minha cidade, o que me fez pensar que seria mais fácil no caso de precisar de assistência técnica e tal.

    Preço

    Geladeira já é um eletrodoméstico bem caro. Tentei não tornar a compra mais cara do que o necessário. Por isso escolhi um modelo sem grandes inovações. O técnico que esteve em casa para ver se meu refrigerador antigo ia ter conserto disse que, quanto mais simples o modelo, menos chance de dar problema. Além do mais, é sabido que a maioria dos eletrodomésticos de hoje em dia não são tão duráveis quanto àqueles do passado. Provavelmente a geladeira da sua avó, por exemplo, durou muito mais do que a sua vai durar.

    Medidas

    As marcas têm feito geladeiras mais altas de uns tempos para cá. O ideal é medir o espaço que você tem em casa para não correr o risco de não caber e você arrumar outro problema. A minha geladeira nova deve ser uns 15 cm mais alta que a antiga.

    Capacidade (litros)

    A minha geladeira antiga já era grande, tinha 400 litros e alguma coisa. No entanto, a parte da geladeira mesmo eu nunca chego a encher demais. Já o freezer, já comentei no outro post que gosto de congelar bastante coisa. Então, para mim, o mais importante era a capacidade do freezer.

    Outras características

    Assim como meu modelo anterior, optei por continuar com um modelo frost free, pela praticidade de não ter que programar descongelamentos frequentes na geladeira.

    Eficiência energética

    Bom, hoje em dia imagino que a maioria dos refrigeradores receba o selo A de eficiência energética do INMETRO, mas em todo caso, é bom conferir antes de comprar.

    Acho que esses foram os principais pontos que considerei ao efetuar a compra do meu refrigerador. No fim das contas, acabei optando por um modelo da Consul.

    Dica extra

    Assim que comprei minha nova geladeira, fiquei pensando como faria para me livrar da antiga de maneira rápida e adequada. Acabei conseguindo vendê-la para uma empresa que conserta eletrodomésticos para revender e eles foram retirar em casa no mesmo dia. Não pagaram muito, mas foi uma facilidade que me resolveu um possível problema.

  • Casa

    Meus produtos de limpeza favoritos

    Sou bem básica quanto aos produtos de limpeza que utilizo na minha casa. Mesmo assim, achei que seria interessante contar para vocês o que costumo usar. Confiram a minha lista de favoritos!

    1) Lustra-móveis

    Para passar nos móveis. Também funciona bem para limpar vidros, espelhos e superfícies de pedra, como granito.

    2) Álcool

    Para utilizações diversas: chão, espelhos, mesa, bancadas de pedra, etc.

    3) Saponáceo cremoso

    Uso principalmente no banheiro, mais especificamente na bancada da pia e no box. Também é legal para limpar metais e áreas engorduradas da cozinha, como o fogão. O único detalhe é que, após a limpeza, precisa remover o produto.

    4) Detergente

    Além de usar para lavar louças, utilizo no chão ou em alguma sujeira específica. Gosto de comprar sempre a versão neutra.

    5) Vinagre

    É um queridinho meu. Uso no chão, diluído em água, no fogão e eventualmente em algum outro local, como a geladeira, por exemplo. Também uso na lavagem de roupas, no lugar do amaciante. Eu costumo comprar uma embalagem de 5l da marca Castelo, porque ele é mais concentrado que o vinagre comum de cozinha e a embalagem é mais prática para a utilização na limpeza.

    Balde com meus produtos de limpeza.

    Passei a evitar produtos mais fortes e que podem ser tóxicos, como água sanitária, porque, além de um bebê, tenho um cachorro. Uma vez passei um removedor no chão e meu cachorro pisou e ficou todo alérgico. 

    Como vocês viram, gosto de produtos de limpeza que podem ser usados de várias maneiras e em várias funções. Isso faz com que eu economize dinheiro e espaço, porque não tenho que comprar e guardar uma infinidade de itens. Gosto de praticidade. Não sinto falta de produtos mais pesados.

    Agora eu quero saber quais são os produtos de limpeza preferidos de vocês. Deixem aqui nos comentários!

  • Casa,  Organização

    Minha rotina de lavanderia

    Minha rotina de lavanderia
    Minha rotina de lavanderia

    Hoje eu vim compartilhar com vocês como é a minha rotina de lavanderia. Como eu moro em um apartamento, não tenho muito espaço de varal para secar roupas. Eu tenho um pequeno varal de teto, em área interna, que acabo usando mais para as roupas do meu filho, e um varal de chão, que é usado para todo o resto. Não tenho secadora de roupas. Portanto, sinto a necessidade de ter um planejamento para lavar as roupas da família.

    Roupas do bebê

    Meu bebê suja muita roupa. Então meu marido lava as roupas dele diariamente à mão com sabão de coco ou um sabão especial para bebês. Até pensamos em começar a colocar as roupas dele para lavar na máquina, mas são roupas muito encardidas. Precisam ser esfregadas antes. Sendo assim, meu marido acaba lavando à mão mesmo. E isso é feito diariamente para não acumular o serviço e para ter espaço suficiente no varal para secar.

    Nossas roupas

    Lavo uma máquina às segundas-feiras, pois minha diarista vai às terças. Assim, dá tempo de secar tudo para ela passar. No domingo à noite, costumo dar uma separada nas roupas: coloco meias e cuecas em um saquinho que vai à máquina, separo alguma peça que solta tinta para lavar separado etc. Na segunda de manhã, ligo a máquina antes de sair para o trabalho. Quando eu volto para casa na hora do almoço, aproveito para pendurar as roupas no varal.

    Toalhas

    Troco uma vez por semana, às terças-feiras. Já lavo no mesmo dia em que troco. Minha diarista que coloca na máquina para mim.

    Jogo de lençol

    Também troco uma vez por semana. Se houver espaço no varal, lavo às terças. Caso contrário, deixo para lavar na quarta-feira.

    Roupa de cama e banho do bebê

    Essas peças eu lavo na máquina, sempre aos sábados.

    Itens diversos

    Itens de estação ou que eu não junto quantidade suficiente para lavar toda semana, como jeans, por exemplo, eu lavo de acordo com a minha necessidade. Aí encaixo em algum dia em que haja espaço no varal.

    Meu varal de chão fica na mini sacada do meu apartamento. E lá bate sol direto no período da manhã. Então dou preferência por lavar as roupas de manhã, porque assim elas secam mais rápido. Como eu já comentei acima, tenho uma pessoa que me ajuda uma vez por semana. No dia que ela vai, ela passa todas as roupas que precisam ser passadas. O restante, eu já tiro do varal quando seca, dobro e guardo. E na casa de vocês, tem alguma rotina de lavanderia?

  • Casa,  Organização

    Como montar sua lista de compras do mercado

    Lista de compras do mercado

    Sempre tive o hábito de fazer uma lista de compras antes de ir ao mercado. Eu fazia da seguinte forma: antes de sair de casa, olhava na despensa, via o que estava faltando e anotava no papel.

    No entanto, muitas vezes eu acabava esquecendo de colocar na minha lista aqueles itens que eu não comprava com tanta frequência. Os itens de consumo semanal eu sempre lembrava de anotar, mas os outros…

    Cheguei a baixar um aplicativo de lista de compras, mas não me adaptei. Então resolvi criar o meu próprio sistema. Para isso, fiz um arquivo no computador com minha lista de mercado (hoje esse arquivo fica no Evernote para que eu acesse facilmente tanto no computador quanto no celular).

    Antes de ir às compras, eu abro o arquivo e checo item por item. Vou conferindo se cada item marcado no documento está em falta em casa ou não. Anoto em um papel o que estiver faltando e, então, é só ir ao supermercado.

    Eu fiz uma lista personalizada de acordo com as minhas necessidades. Se eu não compro ketchup, por exemplo, na minha lista nem consta este produto. Assim, acabo economizando um tempinho evitando checar uma lista cheia de coisas que eu não consumo. Olha só como ficou a minha lista:

    Imagem da minha lista de compras do mercado

    E você, tem algum método para montar a sua lista de compras do mercado?

  • Casa

    Atualização tardia sobre a compra do aspirador de pó

    Voltei. Após um longa pausa (fiquei com vergonha de mim mesma quando vi quanto tempo faz que postei pela última vez), vim contar qual aspirador de pó escolhi. Acabei comprando o modelo Philco Rapid 1000. Poucos meses após a compra, o meu aspirador começou a esquentar muito e muito rápido. Aí por segurança, ele desligava sozinho. Como estava na garantia, levei na assistência técnica. Arrumaram mas logo depois ele voltou a apresentar o problema. Mandei arrumar novamente, trocaram o motor e aí não tive mais problemas. Inclusive acho que a Philco deveria me pagar uma comissão porque indiquei o produto para várias pessoas e todas compraram.

    Enfim, acredito que hoje no mercado seja possível encontrar várias opções de marcas bacanas. Muitas empresas fazem esse modelo de aspirador e achei que é um produto muito mão na roda. Ao contrário de uma vassoura, não me dá dor nas costas, não espalha o pó e limpa rapidinho. É uma maravilha pra recolher o meu cabelo do chão hehehe.

    Uma diquinha extra: não é difícil limpar o filtro do aspirador, mas se você quiser facilitar ainda mais esse serviço, você pode cobrir o filtro com um filtro descartável de coar café. Assim, quando você quiser limpar, ou você só troca o filtro de café ou dá até para limpar o filtro de café (é mais fácil de limpar do que o filtro do aspirador) e reaproveitar algumas vezes.

  • Casa

    Em busca de um aspirador de pó

    Estou querendo investir em itens para facilitar a limpeza do apartamento onde moro. E o produto que mais estou querendo comprar é um aspirador de pó. Nunca tive um, e estou querendo investir em um desses modelos verticais, que me parecem mais práticos.

    Além de varrer ser algo bem chatinho, sempre fico incomodada com a poeira que a vassoura levanta. Parece que nunca fica uma coisa super bem feita. Com o aspirador de pó, acho que esse problema vai desaparecer.

    Aqui estão alguns fatores que estou considerando para escolher o melhor modelo:

    Potência – Quanto maior a potência, maior o poder de sucção.

    2 em 1 – Quando o aspirador vertical tem uma parte removível, que é para ser utilizada em sofás, por exemplo.

    Fio – Há modelos com e sem fio. Se eu optar por um modelo com fio, acho importante ver o comprimento do cabo.

    Peso – Tenho me atentado ao peso do produto também, pois um aspirador muito pesado pode tornar o serviço mais cansativo e me dar mais dor nas costas.

    Capacidade do saco coletor – é o quanto de sujeira cabe no aspirador, medida em litros. Se o saco for muito pequeno e o ambiente estiver muito sujo, pode ser necessário esvaziar antes de terminar o serviço.

    Filtro HEPA – alguns modelos possuem o filtro HEPA, que é um filtro que elimina mais ácaros que o filtro comum, bastante indicado para quem sofre com alergias.

    Com base nesses critérios, selecionei os principais modelos que encontrei por aí:

    Seis modelos de aspirador de pó vertical.

    1- Britânia Dust Off / 2- Philco Easy Clean / 3- Electrolux Ergorápido ERG12 / 4- Philco Upright / 5- Philco Rapid 1000 / 6- Mondial AP10.

    Alguém tem esse tipo de aspirador? Se sim, me conta aqui embaixo qual é o seu modelo, se você gosta etc. Beijos!

  • Casa,  Finanças,  Minimalismo

    12 dicas simples para economizar

    Em tempos de crise muita gente tem que repensar os gastos para conseguir dar aquela economizada. Mas não só em épocas de crise, o tempo todo devemos nos preocupar com nossas despesas, evitando gastos desnecessários e deixando mais dinheiro para o que realmente nos importa.

    E aqui vai uma ressalva, porque o que é importante para mim, pode não ser para você; assim como algo que você valoriza, talvez eu não ache tão essencial assim. Enfim, defina quais são as suas prioridades.

    12 dicas simples para economizar

    Em todo caso, aqui vão 12 dicas para te ajudar a reduzir seus gastos:

    1) Cartão de crédito 

    Procure um cartão de crédito que não cobre anuidade. Se você já trabalha com algum cartão há bastante tempo e não gostaria de mudar, converse com a administradora do cartão e peça uma isenção de anuidade. Muitas empresas preferem oferecer a isenção do que perder o cliente.

    2) Tarifas bancárias

    Os bancos costumam cobrar uma tarifa de manutenção da conta corrente. No entanto, você tem direito a uma conta sem tarifa. Claro que essa conta sem tarifa não vai te dar muitos benefícios, mas dependendo do tanto de transações que você costumar fazer, pode ser suficiente.

    Caso uma conta sem tarifa seja pouco para suas necessidades, procure uma tarifa com o valor mais baixo possível ou opte por uma conta digital. Hoje em dia há várias opções no mercado.

    3) Celular

    Troque seu celular pós-pago por um plano controle ou pré-pago. Eu, por exemplo, costumava pagar R$ 62,55 em um plano controle da Claro com poucos benefícios. Após pesquisar outras opções, migrei para um plano pré da Tim, que custa R$ 35,00 e oferece mais vantagens do que eu tinha.

    4) TV a Cabo

    Já faz mais de 2 anos que cancelei meu pacote de TV a cabo. Eu tinha um pacote básico, e a maior parte do tempo eu assistia há uns 2 ou 3 canais apenas. Hoje só assino a Netflix.

    5) Telefone fixo

    Também já faz mais de 2 anos que não tenho telefone fixo e é algo que não sinto a menor falta. Acho que hoje em dia muita gente consegue viver sem isso, né.

    6) Supermercado

    Faça compras em mercados / supermercados. O que eu quero dizer é: evite estabelecimentos pequenos como padarias. Isso porque comprar um pacote de bolacha ou uma garrafa de refri na padaria sai bem mais caro do que comprar os mesmos itens no supermercado. Deixe a padoca só para o pãozinho mesmo.

    7) Conta de luz

    Só coloco o microondas e a máquina de lavar roupas na tomada na hora em que vou usar. Assim que termino de usar, já tiro da tomada. A televisão, eu ligo e desligo no botão, não deixo em stand by. Já o ferro de passar roupa, procuro ligar apenas uma vez por semana, que é o suficiente para as minhas necessidades. Enfim, esse tipo de atitude pode ajudar a dar uma reduzidinha na conta de luz.

    8) Comida

    Cozinhe mais em casa e coma menos na rua. Confesso que nesse quesito eu não sou um grande exemplo, porque adoro comer, mas cozinhar não é muito a minha praia. Outra dica em relação à alimentação é evitar desperdícios. Sou muito adepta do congelamento. Congelo arroz, feijão, bolo, brigadeiro, molhos etc.

    Por exemplo, se você tiver uma cenoura na geladeira quase estragando e não tiver intenção de consumi-la logo, descasque-a, pique e coloque no freezer. Se tiver alguns tomates bem vermelhos, faça um molho e congele também.

    9) Academia

    Muitas academias possuem opções de planos trimestral, semestral ou até anual, que costumam sair mais baratos que o plano mensal. Se você tiver certeza de que não vai desistir da atividade que pratica, opte por esses planos.

    10) Salão de beleza

    Tente aprender a fazer algumas coisas em casa. Eu não faço as unhas regularmente, mas é um desafio pessoal aprender a fazê-las sozinha. Por outro lado, não dispenso uma ida mensal ao salão para fazer a sobrancelha e a virilha. Priorize o que é mais importante para você e tente se virar sozinha com o que for possível.

    11) Roupas / bolsas / sapatos

    Analise a real necessidade de comprar alguma peça. Se for realmente necessário, tente procurar em um brechó primeiro. Esse tipo de opção de comércio está se popularizando, e hoje em dia é possível encontrar peças legais nesses lugares.

    12)Dica extra

    Use um app para controlar seus gastos. Anote lá tudo o que você gasta, mesmo as coisas pequenas. Assim você vai perceber melhor com o que está gastando o seu dinheiro e ficará mais fácil fazer alguns ajustes. Eu utilizo o Minhas Economias, mas há várias opções por aí.

    Espero que tenham gostado das dicas! E se tiverem outras dicas, vou adorar aprender com vocês!

  • Casa

    Receita: cookie de pasta de amendoim

    Cookies de pasta de amendoim.

    Sou uma apaixonada por doces, principalmente se o chocolate estiver entre os ingredientes. Aí quando vejo uma receita fácil de um doce mais saudável, vou logo testar para ver qual que é. Muitas vezes o resultado é decepcionante, mas me surpreendi com essa receita de cookies, que peguei aqui. Fiz algumas alterações e achei que ficou uma delícia.

    Cookies de pasta de amendoim vistos de cima.

    Ingredientes:

    • 1 ovo
    • 1/2 xícara de chá de açúcar demerara
    • 1/4 de xícara de chá de aveia
    • 1 xícara chá de pasta de amendoim pura, sem açúcar.
    • gotas de chocolate amargo a gosto.

    Modo de preparo:

    Pré-aqueça o forno a 200º. Forre uma forma grande com papel manteiga untado com um pouco de óleo de coco.

    Numa tigela, coloque o ovo, o açúcar e a aveita. Bata com um garfo por alguns minutos, até que fique cremoso. Adicione a pasta de amendoim e misture bem. O resultado será uma pasta homogênea e consistente. Em seguida, acrescente as gotas de chocolate.

    Usando uma colher de sopa como medida, pegue bolotas da massa, coloque na forma e achate-as um pouco. Deixe um espaço de uns 2 cm mais ou menos entre cada cookie para que eles não grudem enquanto estiverem no forno.

    Leve para assar. O tempo de forno varia em cada forno. Os cookies devem dourar nas bordas, ficar sequinhos no centro, mas ainda macios ao toque.

    Não se preocupe se quando você tirá-los do forno eles ainda não estiverem tão durinhos quanto você gostaria, pois quando esfriarem, eles endurecem mais.

    Quem fizer a receita, me conta aqui se gostou.

  • Casa,  Minimalismo

    O que fazer com o destralhe

    O que fazer com o destralhe

    É comum vermos por aí dicas para escolher itens na nossa casa para desapegarmos, mas o que quase ninguém ensina é o que fazer com esses objetos que não queremos mais.

    Hoje vou contar algumas formas que eu uso para me desfazer daquilo que não desejo mais.

    1. Vendas online

    Basicamente eu utilizo dois sites: a OLX e o Enjoei. Já usei muito a OLX, mas ultimamente não tenho conseguido fazer muitas vendas por lá. A OLX não cobra nenhuma taxa do vendedor. No entanto, não oferece um sistema seguro de pagamentos. A maioria das vendas que já fiz por lá foi pessoalmente. Por isso, se você mora em uma cidade muito pequena, fica mais difícil encontrar compradores lá.

    O Enjoei é um site muito seguro, pois o comprador paga diretamente para eles e só depois que o produto for entregue é que o vendedor recebe o dinheiro. Eles fazer promoções frequentes e tem uma equipe forte de marketing. No entanto, isso tem um custo. Eles cobram uma comissão que varia entre 18,5% e 20% de comissão, de acordo com o valor do produto.

    2. Vendas físicas

    Se você tem uma boa rede de contatos, pode tentar fazer vendas pessoalmente ou até montar um bazar na sua casa, como a gente vê nos filmes americanos.

    Para vender roupas, você pode procurar algum brechó na sua cidade. Eles dificilmente vão pagar mais do que R$ 10,00 em uma peça (a não ser que seja algo de grife), então o interessante é levar bastante coisa para poder lucrar com a quantidade.

    3. Doação

    Nem sempre é tão fácil encontrar quem receba doações, principalmente se não for de roupas e sapatos. Existem algumas instituições que recebem itens diversos para doação, pois eles revendem esses itens com o intuito de arrecadar algum dinheiro para utilizar em suas necessidades.

    Pesquise se existe algo assim na sua cidade. Igrejas também costumam receber doações. E, claro, você também pode doar para pessoas conhecidas ou até presentear alguém.

    4. Lixo

    Tem certos itens que não tem outra solução, a não ser ir para o lixo mesmo. Porém, tente descartar tudo da melhor forma possível. Eu confesso que nem sempre consigo, pois não moro em uma cidade grande e nem sempre encontro alguma instituição ou cooperativa que receba determinados itens.

    Pesquise se há perto de você alguma cooperativa que faça coleta seletiva. Em alguns locais, como determinados supermercados, bancos e grandes empresas existem aquelas lixeiras coloridas para coleta seletiva. Leve até essas lixeiras o que for possível.

    No site Ecycle, você digita o que precisa descartar, seu endereço e ele te informa se há algum local adequado na sua cidade para isso. Sei que O Boticário recebe embalagens das marcas que fazem parte do grupo deles e destinam para a reciclagem. É só ir até uma loja e depositar lá em uma caixinha.

    A M.A.C. também tem um programa interessante, mas não sei informar exatamente como funciona. Sei que você junta embalagens de produtos da M.A.C que já acabaram e depois que você acumular um determinado número de embalagens, leva na loja e troca por um batom. Super legal, né.

    Bom, se vocês conhecerem outras dicas, deixem nos comentários que eu vou adorar saber!