Organização

Como organizar fotos digitais

Com a popularização dos smartphones, a maioria das pessoas começou a acumular um grande número de fotos digitais. Mas como organizar essa monte de imagens? Qual o melhor local? Qual o melhor método?

Escolhendo a melhor ferramenta

Eu costumava organizar minhas fotos no meu computador pessoal mesmo, isso na época em que utilizávamos câmeras digitais, e não os celulares para fotografar. No entanto, conforme o volume de fotos foi crescendo, isso foi ocupando muito espaço no computador, tornando-o mais lento.

Além disso, quanto mais imagens eu tinha,  maior o medo de perder tudo por falta de backup. Como diz aquele ditado: “Quanto mais alto, maior o tombo”.

Resolvi tirar as fotos do computador, porque estavam enchendo o HD da máquina. Então decidi passar tudo para um serviço na nuvem. Fiquei na dúvida sobre qual escolher, porque eu não queria pagar por isso e a maioria dos serviços gratuitos possui um limite de armazenamento.

Enfim, adivinha o que acabei escolhendo? O onipresente Google com seu Google Fotos, porque ele é gratuito e não tem limite de armazenamento.

Além disso, comprei um HD externo que é utilizado como meu backup, mas confesso que não acho a coisa mais prática do mundo.

Escolhi o Google Fotos pela sua capacidade de armazenamento, mas confesso que não acho o utilitário prático para organizar.

Na verdade, acho que o Google confia tanto em seu poder de busca (que realmente é impressionante) que ele entende que não precisamos ficar categorizando tudo. Basta fazer uma busca que rapidamente você encontra o que procura.

A ideia é não perder tempo organizando tudo e deixar o Google te ajudar na hora que precisar encontrar algo.

Outra característica do Google Fotos é que você pode ativar a sincronização automática com o celular. Assim, as fotos tiradas no celular vão automaticamente para o programa de imagens.

Escolhendo o melhor sistema para categorizar

Mas e em relação à categorização das fotos? Nos meus primeiros métodos de organização de fotos digitais, eu costumava organizar as fotos em pastas de acordo com o tema. Por exemplo: pasta “Nascimento do Enrico”. Aí dentro da pasta eu nomeava as fotos com o mesmo nome da pasta.

No caso de eventos que aconteciam mais de uma vez, eu fazia pastas de acordo com o ano. Por exemplo: uma pasta com o título “Meu níver 2017”, outra pasta chamada “Meu níver 2018” e assim por diante.

Só que aí começa a virar um mundo de pastas. Se você não sabe bem o que tem em cada pasta, fica difícil de encontrar alguma foto que queira. E a ideia de organizar é justamente facilitar o trabalho, ganhar tempo, e não o contrário.

Outra maneira de organizar é por data. Você pode criar uma pasta por ano e dentro de cada pasta anual, criar uma subpasta para cada mês. Só que se você não tiver ideia de em que ano determinado evento aconteceu, pode ficar difícil localizar as fotos depois.

Já vi a Thaís ensinar que o GTD não recomenda trabalhar com subpastas, pois se você trabalhar apenas com pastas, fico tudo visível na mesma tela. Você não precisa ficar entrando em cada subpasta para ver o que tem dentro.

Enfim, escolha o que faz mais sentido para você. Seja organizar em ordem cronológica, por assunto, por ocasião, ou até mesmo fazer um sistema misto de organização. O importante é que você mantenha seus arquivos em um local seguro e consiga encontrá-los com rapidez quando precisar.

Se você quiser saber mais sobre organização digital, leia o post “Como estou usando o Evernote para me organizar“. Agora me conta: como você organiza as suas fotos digitais?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *