• Organização

    Rotina de make para quem não tem tempo

    Apesar de eu adorar maquiagem, adorar sentar e fazer uma make caprichada, no dia a dia sou muito básica e minimalista. Eu já era assim, depois que tive o meu filho, então, a coisa está cada vez mais simples. Resolvi fazer este post para contar um pouco da minha rotina diária de beleza. O foco aqui são os cuidados diários com o rosto e a make do dia a dia. Não vou comentar hoje sobre cuidados que não sejam diários ou outras áreas da rotina de beleza, como corpo e cabelo. Se vocês quiserem, podemos fazer mais posts sobre o assunto e abordar outras temas.

    Rotina de make

    Manhã

    Em um dia comum de trabalho, de manhã lavo o rosto durante o banho com um sabonete próprio para o rosto. Costumo usar um sabonete líquido da Granado. Depois, eu passo um filtro solar, também específico para o rosto e com alto fator de proteção solar. Atualmente estou usando um da La Roche Posay, mas o que mais uso é o Minesol, da Roc.

    O único item de beleza que eu não saio de casa sem passar de jeito nenhum (além do protetor solar) é o corretivo. Acho até que eu não sou a pessoa com as piores olheiras do mundo, mas ainda assim é algo que me incomoda e que eu acho que faz diferença. Então eu passo o corretivo na área das olheiras e eventualmente em alguma marquinha que esteja mais evidente no rosto. Passo sem exageros, porque gosto de uma pele natural. Por cima do corretivo, passo um pouquinho de pó translúcido para ajudar a selar e segurar o produto no lugar por mais tempo. Se o dia estiver bem frio, pulo o pó.

    Quase todos os dias passo um blush de leve. Nos lábios, normalmente não passo batom, mas não gosto da sensação de boca seca, então acabo passando um hidratante labial ou em dias mais críticos apelo para o Bepantol pomada. Quando você passa o Bepantol, a boca fica meio branca, mas logo o produto é absorvido e fica transparente. O hidratante labial que estou usando no momento é da Nívea. E pronto!

    Dependendo da minha disponibilidade de tempo ou da minha vontade, vou além e passo um rímel, lápis, sombra etc.

    Tarde

    Após o almoço, retoco os lábios com algum hidratante ou um batom, depende da minha vontade no dia e do quão ressecada minha boca está. Confesso que aqui cometo uma falha, porque não costumo reaplicar o filtro solar ao longo do dia, apesar de saber da necessidade de repassar o produto. Não acho viável durante o dia remover a make e limpar a pele para reaplicar o filtro solar. Portanto, a minha sugestão é utilizar algum protetor solar em pó ou em spray.

    Noite

    À noite, aproveito o momento do banho para lavar o rosto novamente com um sabonete próprio. Depois, finalizo a limpeza dos olhos com algum demaquilante, porque às vezes sobra algum resíduo de maquiagem mesmo após lavar o rosto. Antes de dormir, ou eu passo um hidratante para o rosto, ou algum produto clareador de pele, porque eu tenho melasma, então tenho sempre que cuidar dessa questão.

    Essa é a minha rotina de make básica e rápida do dia a dia. E com vocês, como é a rotina?

  • Casa

    Como escolher a geladeira ideal

    Desenho de uma geladeira aberta mostrando tudo que tem dentro.

    Como comentei no post da semana passada, minha geladeira quebrou. Tive que escolher um modelo novo para comprar rapidamente e achei que seria interessante contar para vocês o que considerei na minha escolha.

    Marca

    Hoje em dia existe uma variedade considerável de marcas no mercado. No entanto, tem aquelas que são mais tradicionais e conhecidas. Eu foquei especificamente em três: Brastemp, Consul e Electrolux. Sei que a Brastemp e a Consul são do mesmo fabricante. A Electrolux tem uma fábrica aqui na minha cidade, o que me fez pensar que seria mais fácil no caso de precisar de assistência técnica e tal.

    Preço

    Geladeira já é um eletrodoméstico bem caro. Tentei não tornar a compra mais cara do que o necessário. Por isso escolhi um modelo sem grandes inovações. O técnico que esteve em casa para ver se meu refrigerador antigo ia ter conserto disse que, quanto mais simples o modelo, menos chance de dar problema. Além do mais, é sabido que a maioria dos eletrodomésticos de hoje em dia não são tão duráveis quanto àqueles do passado. Provavelmente a geladeira da sua avó, por exemplo, durou muito mais do que a sua vai durar.

    Medidas

    As marcas têm feito geladeiras mais altas de uns tempos para cá. O ideal é medir o espaço que você tem em casa para não correr o risco de não caber e você arrumar outro problema. A minha geladeira nova deve ser uns 15 cm mais alta que a antiga.

    Capacidade (litros)

    A minha geladeira antiga já era grande, tinha 400 litros e alguma coisa. No entanto, a parte da geladeira mesmo eu nunca chego a encher demais. Já o freezer, já comentei no outro post que gosto de congelar bastante coisa. Então, para mim, o mais importante era a capacidade do freezer.

    Outras características

    Assim como meu modelo anterior, optei por continuar com um modelo frost free, pela praticidade de não ter que programar descongelamentos frequentes na geladeira.

    Eficiência energética

    Bom, hoje em dia imagino que a maioria dos refrigeradores receba o selo A de eficiência energética do INMETRO, mas em todo caso, é bom conferir antes de comprar.

    Acho que esses foram os principais pontos que considerei ao efetuar a compra do meu refrigerador. No fim das contas, acabei optando por um modelo da Consul.

    Dica extra

    Assim que comprei minha nova geladeira, fiquei pensando como faria para me livrar da antiga de maneira rápida e adequada. Acabei conseguindo vendê-la para uma empresa que conserta eletrodomésticos para revender e eles foram retirar em casa no mesmo dia. Não pagaram muito, mas foi uma facilidade que me resolveu um possível problema.

  • Vida

    Quando imprevistos acontecem

    Lata deitada em uma prateleira de um refrigerador.

    Estou sem geladeira. Na quarta-feira à tarde, abri o freezer da geladeira para pegar algo e reparei que havia pequenos cristais de gelo em volta das embalagens que lá estavam, o que não era normal. Apesar de estranhar, não dei muita importância ao fato.

    No dia seguinte cedo, abri a porta da geladeira para pegar alguma coisa e notei que tinha uma sujeira líquida na parte superior da porta. Deu pra notar que aquele líquido estava vindo do freezer. Abri o freezer e percebi que as coisas estavam descongelando.

    Desligamos o refrigerador da tomada e ligamos novamente na esperança de que voltasse a funcionar. Limpamos o grosso e fomos trabalhar. Quando voltamos na hora do almoço, esperançosos, percebemos que tanto a parte da geladeira quanto a parte do freezer não estavam funcionando. A essa altura, as coisas já estavam ainda mais descongeladas. Pra piorar, o dia estava super quente.

    Na tentativa de evitar que as coisas estragassem, meu marido correu para comprar sacos de gelo para colocar os alimentos para gelar. Desligamos o refrigerador novamente, mas agora com a intenção de deixar mais de 24 horas desligado. (Uma outra vez em que a geladeira deu problema, fizemos esse descongelamento de mais de 24 horas e resolveu).

    Aqui outro parêntese. Eu gosto muito de praticidade na minha vida. Por isso, tenho o hábito de manter meu freezer sempre mais para cheio. É muito raro ele não estar pelo menos 50% cheio. Tenho sempre opções de carnes para fazer, assim como alguns alimentos prontos, como feijão, arroz, carne moída, frango desfiado, enfim…

    Portanto, a geladeira até que não estava tão cheia, mas o freezer… Foi necessário comprar gelo na hora do almoço. À noite, meu marido levou o que cabia para a casa do meu irmão, e comprou mais gelo para o que ficou em casa. No outro dia de manhã, mais gelo. Na sexta-feira na hora do almoço, resolvemos tentar ligar novamente. Nada de funcionar.

    Marcamos com um técnico para ir lá dar uma olhada, mas como íamos viajar no final de semana, a visita dele ficou para segunda-feira cedo. A essa altura, eu já tinha conversado com meu marido e tínhamos decidido que, caso desse para consertar, só mandaríamos para o reparo se fosse algo que ficasse pronto em até 1 dia. Se fosse algo que dependesse de trocar uma peça, por exemplo, ia demorar muito e não poderíamos ficar tanto tempo assim sem geladeira. 

    Bom, o técnico foi lá hoje e constatou que o motor havia queimado. Ou seja, íamos precisar comprar outro refrigerador. A gente já tinha começado a dar uma pesquisada em modelos. Refinamos nossa pesquisa (inclusive pedimos dicas ao técnico, afinal, é uma pessoa que sabe que marcas dão mais problema e tal) e saímos pela manhã para comprar uma geladeira nova. Optamos por comprar em loja física porque o prazo de entrega é menor do que em uma loja virtual. E eu ainda saí determinada a conseguir um preço semelhante ao visto na internet.

    Aliás, aproveite para conferir o post 12 Dicas para economizar. Assim você pode ter ideias de como economizar e guardar um dinheiro para esses imprevistos financeiros.

    No fim, acho que fizemos um bom negócio, porque pechinchamos e pagamos apenas cerca de R$ 90,00 mais caro do que na loja online mais barata. O duro é que o produto ainda vai demorar 2 dias para chegar.

    Resumindo, resolvi contar essa história doméstica porque em tempos de vida perfeita no Instagram, parece que nada de errado ou ruim acontece com os outros, apenas com a gente. Precisamos nos lembrar diariamente que, sim, os problemas também acontecem com os outros, até com as celebridades, mas algumas pessoas optam por não mostrar isso. Escolhem mostrar apenas o lado bom da vida. Porém, a realidade é que as coisas quebram, estragam, temos diversos problemas o tempo todo, nem por isso a nossa vida é ruim ou a dos outros é melhor. Vamos nos lembrar disso!

  • Casa

    Meus produtos de limpeza favoritos

    Sou bem básica quanto aos produtos de limpeza que utilizo na minha casa. Mesmo assim, achei que seria interessante contar para vocês o que costumo usar. Confiram a minha lista de favoritos!

    1) Lustra-móveis

    Para passar nos móveis. Também funciona bem para limpar vidros, espelhos e superfícies de pedra, como granito.

    2) Álcool

    Para utilizações diversas: chão, espelhos, mesa, bancadas de pedra, etc.

    3) Saponáceo cremoso

    Uso principalmente no banheiro, mais especificamente na bancada da pia e no box. Também é legal para limpar metais e áreas engorduradas da cozinha, como o fogão. O único detalhe é que, após a limpeza, precisa remover o produto.

    4) Detergente

    Além de usar para lavar louças, utilizo no chão ou em alguma sujeira específica. Gosto de comprar sempre a versão neutra.

    5) Vinagre

    É um queridinho meu. Uso no chão, diluído em água, no fogão e eventualmente em algum outro local, como a geladeira, por exemplo. Também uso na lavagem de roupas, no lugar do amaciante. Eu costumo comprar uma embalagem de 5l da marca Castelo, porque ele é mais concentrado que o vinagre comum de cozinha e a embalagem é mais prática para a utilização na limpeza.

    Balde com meus produtos de limpeza.

    Passei a evitar produtos mais fortes e que podem ser tóxicos, como água sanitária, porque, além de um bebê, tenho um cachorro. Uma vez passei um removedor no chão e meu cachorro pisou e ficou todo alérgico. 

    Como vocês viram, gosto de produtos de limpeza que podem ser usados de várias maneiras e em várias funções. Isso faz com que eu economize dinheiro e espaço, porque não tenho que comprar e guardar uma infinidade de itens. Gosto de praticidade. Não sinto falta de produtos mais pesados.

    Agora eu quero saber quais são os produtos de limpeza preferidos de vocês. Deixem aqui nos comentários!