• Casa

    Em busca de um aspirador de pó

    Estou querendo investir em itens para facilitar a limpeza do apartamento onde moro. E o produto que mais estou querendo comprar é um aspirador de pó. Nunca tive um, e estou querendo investir em um desses modelos verticais, que me parecem mais práticos.

    Além de varrer ser algo bem chatinho, sempre fico incomodada com a poeira que a vassoura levanta. Parece que nunca fica uma coisa super bem feita. Com o aspirador de pó, acho que esse problema vai desaparecer.

    Aqui estão alguns fatores que estou considerando para escolher o melhor modelo:

    Potência – Quanto maior a potência, maior o poder de sucção.

    2 em 1 – Quando o aspirador vertical tem uma parte removível, que é para ser utilizada em sofás, por exemplo.

    Fio – Há modelos com e sem fio. Se eu optar por um modelo com fio, acho importante ver o comprimento do cabo.

    Peso – Tenho me atentado ao peso do produto também, pois um aspirador muito pesado pode tornar o serviço mais cansativo e me dar mais dor nas costas.

    Capacidade do saco coletor – é o quanto de sujeira cabe no aspirador, medida em litros. Se o saco for muito pequeno e o ambiente estiver muito sujo, pode ser necessário esvaziar antes de terminar o serviço.

    Filtro HEPA – alguns modelos possuem o filtro HEPA, que é um filtro que elimina mais ácaros que o filtro comum, bastante indicado para quem sofre com alergias.

    Com base nesses critérios, selecionei os principais modelos que encontrei por aí:

    Seis modelos de aspirador de pó vertical.

    1- Britânia Dust Off / 2- Philco Easy Clean / 3- Electrolux Ergorápido ERG12 / 4- Philco Upright / 5- Philco Rapid 1000 / 6- Mondial AP10.

    Alguém tem esse tipo de aspirador? Se sim, me conta aqui embaixo qual é o seu modelo, se você gosta etc. Beijos!

  • Casa,  Finanças,  Minimalismo

    12 dicas simples para economizar

    Em tempos de crise muita gente tem que repensar os gastos para conseguir dar aquela economizada. Mas não só em épocas de crise, o tempo todo devemos nos preocupar com nossas despesas, evitando gastos desnecessários e deixando mais dinheiro para o que realmente nos importa.

    E aqui vai uma ressalva, porque o que é importante para mim, pode não ser para você; assim como algo que você valoriza, talvez eu não ache tão essencial assim. Enfim, defina quais são as suas prioridades.

    12 dicas simples para economizar

    Em todo caso, aqui vão 12 dicas para te ajudar a reduzir seus gastos:

    1) Cartão de crédito 

    Procure um cartão de crédito que não cobre anuidade. Se você já trabalha com algum cartão há bastante tempo e não gostaria de mudar, converse com a administradora do cartão e peça uma isenção de anuidade. Muitas empresas preferem oferecer a isenção do que perder o cliente.

    2) Tarifas bancárias

    Os bancos costumam cobrar uma tarifa de manutenção da conta corrente. No entanto, você tem direito a uma conta sem tarifa. Claro que essa conta sem tarifa não vai te dar muitos benefícios, mas dependendo do tanto de transações que você costumar fazer, pode ser suficiente.

    Caso uma conta sem tarifa seja pouco para suas necessidades, procure uma tarifa com o valor mais baixo possível ou opte por uma conta digital. Hoje em dia há várias opções no mercado.

    3) Celular

    Troque seu celular pós-pago por um plano controle ou pré-pago. Eu, por exemplo, costumava pagar R$ 62,55 em um plano controle da Claro com poucos benefícios. Após pesquisar outras opções, migrei para um plano pré da Tim, que custa R$ 35,00 e oferece mais vantagens do que eu tinha.

    4) TV a Cabo

    Já faz mais de 2 anos que cancelei meu pacote de TV a cabo. Eu tinha um pacote básico, e a maior parte do tempo eu assistia há uns 2 ou 3 canais apenas. Hoje só assino a Netflix.

    5) Telefone fixo

    Também já faz mais de 2 anos que não tenho telefone fixo e é algo que não sinto a menor falta. Acho que hoje em dia muita gente consegue viver sem isso, né.

    6) Supermercado

    Faça compras em mercados / supermercados. O que eu quero dizer é: evite estabelecimentos pequenos como padarias. Isso porque comprar um pacote de bolacha ou uma garrafa de refri na padaria sai bem mais caro do que comprar os mesmos itens no supermercado. Deixe a padoca só para o pãozinho mesmo.

    7) Conta de luz

    Só coloco o microondas e a máquina de lavar roupas na tomada na hora em que vou usar. Assim que termino de usar, já tiro da tomada. A televisão, eu ligo e desligo no botão, não deixo em stand by. Já o ferro de passar roupa, procuro ligar apenas uma vez por semana, que é o suficiente para as minhas necessidades. Enfim, esse tipo de atitude pode ajudar a dar uma reduzidinha na conta de luz.

    8) Comida

    Cozinhe mais em casa e coma menos na rua. Confesso que nesse quesito eu não sou um grande exemplo, porque adoro comer, mas cozinhar não é muito a minha praia. Outra dica em relação à alimentação é evitar desperdícios. Sou muito adepta do congelamento. Congelo arroz, feijão, bolo, brigadeiro, molhos etc.

    Por exemplo, se você tiver uma cenoura na geladeira quase estragando e não tiver intenção de consumi-la logo, descasque-a, pique e coloque no freezer. Se tiver alguns tomates bem vermelhos, faça um molho e congele também.

    9) Academia

    Muitas academias possuem opções de planos trimestral, semestral ou até anual, que costumam sair mais baratos que o plano mensal. Se você tiver certeza de que não vai desistir da atividade que pratica, opte por esses planos.

    10) Salão de beleza

    Tente aprender a fazer algumas coisas em casa. Eu não faço as unhas regularmente, mas é um desafio pessoal aprender a fazê-las sozinha. Por outro lado, não dispenso uma ida mensal ao salão para fazer a sobrancelha e a virilha. Priorize o que é mais importante para você e tente se virar sozinha com o que for possível.

    11) Roupas / bolsas / sapatos

    Analise a real necessidade de comprar alguma peça. Se for realmente necessário, tente procurar em um brechó primeiro. Esse tipo de opção de comércio está se popularizando, e hoje em dia é possível encontrar peças legais nesses lugares.

    12)Dica extra

    Use um app para controlar seus gastos. Anote lá tudo o que você gasta, mesmo as coisas pequenas. Assim você vai perceber melhor com o que está gastando o seu dinheiro e ficará mais fácil fazer alguns ajustes. Eu utilizo o Minhas Economias, mas há várias opções por aí.

    Espero que tenham gostado das dicas! E se tiverem outras dicas, vou adorar aprender com vocês!