• Casa

    Receita: cookie de pasta de amendoim

    Cookies de pasta de amendoim.

    Sou uma apaixonada por doces, principalmente se o chocolate estiver entre os ingredientes. Aí quando vejo uma receita fácil de um doce mais saudável, vou logo testar para ver qual que é. Muitas vezes o resultado é decepcionante, mas me surpreendi com essa receita de cookies, que peguei aqui. Fiz algumas alterações e achei que ficou uma delícia.

    Cookies de pasta de amendoim vistos de cima.

    Ingredientes:

    • 1 ovo
    • 1/2 xícara de chá de açúcar demerara
    • 1/4 de xícara de chá de aveia
    • 1 xícara chá de pasta de amendoim pura, sem açúcar.
    • gotas de chocolate amargo a gosto.

    Modo de preparo:

    Pré-aqueça o forno a 200º. Forre uma forma grande com papel manteiga untado com um pouco de óleo de coco.

    Numa tigela, coloque o ovo, o açúcar e a aveita. Bata com um garfo por alguns minutos, até que fique cremoso. Adicione a pasta de amendoim e misture bem. O resultado será uma pasta homogênea e consistente. Em seguida, acrescente as gotas de chocolate.

    Usando uma colher de sopa como medida, pegue bolotas da massa, coloque na forma e achate-as um pouco. Deixe um espaço de uns 2 cm mais ou menos entre cada cookie para que eles não grudem enquanto estiverem no forno.

    Leve para assar. O tempo de forno varia em cada forno. Os cookies devem dourar nas bordas, ficar sequinhos no centro, mas ainda macios ao toque.

    Não se preocupe se quando você tirá-los do forno eles ainda não estiverem tão durinhos quanto você gostaria, pois quando esfriarem, eles endurecem mais.

    Quem fizer a receita, me conta aqui se gostou.

  • Vida

    Final de semana em São Paulo

    Na primeira semana de julho, meu marido precisava ir para São Paulo fazer uma prova da pós que ele fez à distância. Como estávamos de férias, fomos na sexta e aproveitamos para dar uma passeada até domingo.

    Alugamos um flat pelo Airbnb, pois achamos que estava compensando mais que hotel. O apê era bem pequeno, mas muito bem localizado, na rua Bela Cintra. Dava para ir a pé para a Paulista, fazendo uma caminhada e aproveitando para conhecer mais a região.

    Na sexta, fomos jantar no Eataly, que eu estava curiosa para conhecer. Sair para comer é o programa preferido meu e do meu marido. O Eataly fica na Avenida Juscelino Kubitschek, e abre tanto no almoço quanto no jantar. É um espaço que concentra um mercado com produtos gourmets e alguns restaurantes.

    Eataly São Paulo

    Escolhemos o restaurante La Pasta, especializado em massas, que era o mais lotado, mas a fila de espera foi rápida. Meu marido comeu um rigatoni com polpetini  (massa em formato de anel com molho vermelho e almôndegas). Eu comi um espaguete à carbonara  (bacon e gema de ovo). Os dois pratos estavam uma delícia, mas estranhamos o ponto das massas. Achamos um pouco duro comparado com o que estamos acostumados. Pratos bem servidos, com preço ao redor de 45 reais cada. Além das massas, havia pizzas individuais no cardápio.

    Depois passamos na confeitaria, que fica no térreo. Comi um doce por 15 reais. Não lembro o nome, era um doce de chocolate, com camadas. O design era lindo e o sabor era gostoso, mas não sensacional. Havia várias outras opções na mesma faixa de preço, todos parecendo verdadeiras obras de arte. Também há um quiosque que só serve sobremesas com Nutella e também um quiosque de cannolis, mas não havia mais espaço em mim para experimentar nada. Resumindo, adorei!

    Sobremesa quadrada de chocolate

    No dia seguinte, fomos passear na Liberdade. Lá você encontra lojinhas com produtos japoneses, restaurantes chineses e japoneses, várias lojas de maquiagem e de coisas fofinhas e a famosa feirinha da Liberdade, que acontece aos finais de semana. A novidade que tinha lá era a loja Bubble Kill, especializada em bebidas com bubbles que estouram na boca. Você escolhe uma base (água, leite, yakult, chá verde ou chá preto), aí escolhe um sabor de fruta e um sabor para ass bubbles. Escolhemos água + blueberry + bubble morango. O copo pequeno custa R$ 12,00. Achei a bebida muito gostosa, porém esperava mais das bolhas.

    Além disso, aproveitamos para passear a pé pela rua Augusta e pela Avenida Paulista. Achei muito interessante um novo modelo de loja que encontrei na Augusta. É um conceito de loja compartilhada. O espaço é dividido em nichos. Cada nicho representa uma marca. Não há vendedores. Você escolhe o que quer e paga no caixa. Há produtos interessantes e de categorias variadas, bastante coisa artesanal e/ou de marcas pequenas. Tem desde itens de sex shop até cadernos. A maioria das coisas não é muito barata, mas são produtos diferenciados. Vi duas lojas assim. Uma se chama Fábrica Augusta, a outra não lembro o nome.

    Pessoas passeando na Avenida Paulista.

    De domingo, é gostoso passear na Paulista, pois a avenida é fechada para carros. Assim, o local é tomado por pessoas, inclusive crianças, e também pets. Artistas de rua aproveitam o público para mostrar seu trabalho.

    Eu queria ter ido na exposição do Castelo Rá-Tim-Bum, mas não sabia que tinha que comprar com bastante antecedência, aí já estava tudo esgotado pro final de semana.