• Casa

    2 utensílios para facilitar a limpeza da casa

    Eu sou daquelas que adora ver a casa limpa. Quem não gosta, não é? Mas tenho outras prioridades na minha vida ao invés de ficar focada na limpeza. Por isso, sou adepta de utensílios que facilitam a rotina de limpeza.

    Agora na quarentena, como ficamos mais tempo em casa, usamos mais os espaços e isso aumenta a frequência com que precisamos limpar. Hoje vou compartilhar dois itens que fazem sucesso por aqui.

    1- Aspirador de pó vertical

    aspirador de pó vertical

    Comprei um aspirador de pó vertical há um tempo atrás. Tem post aqui sobre o assunto. Desde então, esse item faz parte da rotina de limpeza aqui de casa. Ele é muito prático e rapidamente dá para dar uma geral no apartamento. Outra vantagem dele é que consigo utilizar sem curvar muito a coluna, o que me poupa de várias dores.

    2- Rodo MOP

    rodo mop

    Existem vários modelos de MOP. Acredito que o meu seja um dos mais simples. Eu já utilizo esse rodo há uns 8 anos. De tempos em tempos precisa trocar o refil, mas é outro item que acho super prático.

    Ele funciona úmido. Você coloca água em um balde, ou pura, ou misturada com o produto de limpeza da sua preferência. Em seguida, mergulha o rodo e depois torce puxando e empurrando uma alavanca que fica no cabo.

    Ele limpa bem, pega cabelo, poeira e ainda tem a vantagem de você não precisar ficar colocando a mão em contato com o produto de limpeza. Além disso, não precisa ficar lavando pano de chão, coisa que eu acho uma chatice.

    O único defeito desse modelo que tenho é que, por não ter um formato anatômico, ele não consegue alcançar determinados cantinhos. Mas como uso apenas como um complemento da limpeza pesada da semana, funciona bem para mim.

    Agora me conta qual utensílio você tem que facilita a vida na hora da limpeza.

  • Ilustração de um banheiro com uma banheira branca, pia, espelho e prateleiras
    Minimalismo

    14 coisas para destralhar do banheiro hoje

    Um cômodo da casa que pode acumular bastante tralha é o banheiro. Então resolvi fazer uma lista com itens para destralhar do banheiro. Se gostarem desse tipo de post, me avisem que aí posso fazer uma série falando de outros cômodos também.

    14 itens para destralhar do banheiro já

    1. Amostras de produtos

    Sabe aquelas mini amostras de perfume, de hidratante ou de outros produtos de higiene e perfumaria? Se você tem esses itens parados há meses no seu banheiro e não usou até hoje, tem grandes chances de você continuar não usando. Portanto, se desfaça disso logo.

    1. Medicamentos vencidos

    Guardar remédios vencidos é uma péssima ideia. Faça uma triagem e jogue fora (adequadamente) o que estiver fora da validade.

    Aliás, você sabia que por causa da umidade o banheiro não é o melhor local para armazenar medicamentos? Então aproveite e encontre um lugar em outro cômodo para esse tipo de item.

    1. Cosméticos e perfumes que você não gosta do cheiro

    Às vezes você ganha um perfume e não gosta do cheiro. Ou você compra um hidratante sem experimentar a fragrância e não consegue usar porque não gostou.

    Elimine esses itens do seu banheiro. Se estiverem dentro da validade, dê para alguém.

    1. Produtos de cabelo que não funcionam mais para seu momento

    Você pintou o cabelo de loiro e comprou alguns produtos específicos para cabelo tingido. Agora você está com seu cabelo da cor natural e não pretende voltar a tingir. Pare de ocupar espaço com essas coisas e desapegue.

    1. Escovas de dentes velhas

    Esse item é para te lembrar que escovas de dentes devem ser trocadas a cada 3 meses. Aliás, escovas de dentes velhas são ótimas para limpar alguns cantinhos da casa. Quando for jogar fora, separe uma para usar na limpeza.

    1. Elásticos de cabelo que estão frouxos

    Elástico de cabelo é uma coisa fácil de acumular. É pequeno, barato e as mulheres gostam de ter vários. Com o uso, os elásticos vão perdendo a elasticidade. Então faça um limpa e mantenha só aqueles que estão em bom estado.

    1. Itens duplicados ou que você não usa

    Escovas de cabelo, pinças, lixas de unha são alguns dos objetos que costumam se multiplicar nos banheiros. Mantenha só aqueles que você usa.

    1. Lâminas de barbear cegas

    Lâminas cegas só servem para você se cortar e dificultar o processo de depilação. Jogue fora já.

    1. Embalagens desnecessárias

    O vidro de perfume vem dentro de uma caixa. A pasta de dentes também vem em uma caixinha. Jogue essas embalagens fora e mantenha apenas aquela em que o produto realmente está acondicionado.

    1. Cosméticos / produtos de higiene que não deram certo para você

    Mulheres adoram testar cosméticos novos, né. Seja porque encontrou uma promoção, ou porque uma amiga indicou algo interessante. Mas nem tudo que testamos funciona para a gente. Se estiver com itens parados, que não deram certo para você, é hora de mandá-los embora.

    1. Produtos em excesso nas superfícies

    Mantenha a pia o mais livre de produtos possível. Guarde os objetos em prateleiras, gavetas ou armários. Itens que são usados juntos podem ser guardados no mesmo recipiente, para facilitar na hora de pegar.

    Eu gosto de deixar em cima da pia apenas um sabonete para as mãos, escova de dentes e creme dental.

    1. Decoração em excesso

    Excesso de decoração só serve para acumular sujeira e dificultar a limpeza. Mantenha apenas um ou outro item de decoração para dar um toque ao ambiente.

    1. Brinquedos de banho que não são mais usados

    Isso é para quem tem criança em casa. Os pequenos costumam adorar brincar na hora do banho. Mas verifique se todos aqueles brinquedos acumulados no box estão sendo usados. Seu filho ainda brinca com todos?

    Na dúvida, tire do banheiro algum brinquedo que não está em uso, mas guarde em outro local caso a criança sinta falta.

    1. Esmaltes duros / vencidos

    De um modo geral, as brasileiras são muito vaidosas com as unhas. Como esmalte é um item relativamente barato, é comum algumas mulheres comprarem vários para ir variando. Dê uma conferida no que você tem e jogue fora aqueles que estiverem ressecados ou vencidos.

    O que mais você acha que dá para destralhar do banheiro? Deixe sua sugestão aqui nos comentários.

  • 5 dicas para organizar uma rotina cheia: relógio, caderno, lápis
    Organização

    5 dicas para organizar uma rotina cheia

    Como está o seu nível de organização pessoal?

    Tenho percebido que é bem mais fácil ser organizado quando está tudo bem e não há muitas coisas para gerenciar. Difícil é se manter organizado quando você tem várias frentes com as quais lidar: casa, filhos, trabalho, relacionamentos, saúde, etc.

    Percebi isso após a chegada do meu filho. Eu, que sempre fui considerada organizada, me vi bem perdida.Entendi que já passou da hora de tomar uma atitude mais efetiva para melhorar as coisas. Hoje eu tenho muitas demandas e preciso ter um nível de organização mais alto para dar conta de tudo.

    Por isso, nada melhor do que um ano novinho para começar uma nova rotina e botar ordem na vida. Agora que já estamos em fevereiro, é hora de engrenar e fazer de 2020 um ano melhor.

    Se você está precisando melhorar a sua organização pessoal, sugiro que continue lendo e confira 5 dicas para colocar ordem no dia a dia.

    1- Analise sua rotina

    Não adianta querer fazer mil coisas ao mesmo tempo e deixar a vida ir te atropelando, achando que uma hora as coisas vão entrar no eixo naturalmente. Não vão. É preciso dar um passo para trás.

    Pare, respire fundo e analise sua rotina. Tire um tempo para isso. Você vai perceber que não é perda de tempo. Pelo contrário, isso vai te trazer um ganho de tempo e qualidade de vida no futuro.

    Pense em como é a sua rotina e vá anotando tudo. Qual o horário em que você acorda, quais atividades têm horário fixo e não podem ser mudadas, que horas você sai de casa, que horas volta, etc.

    2- Priorize

    É libertador entender que, se você tem muitas responsabilidades, não tem como dar conta de tudo ao mesmo tempo. A cada dia recebemos mais e mais informações. O mundo não pára de nos trazer demandas aparentemente urgentes.

    Mas é importante aceitar que não dá para abraçar o mundo. É preciso priorizar e fazer uma coisa por vez.

    Observe quais atividades e setores da sua vida são prioritários e de quais coisas você não faz tanta questão e pode abrir mão, pelo menos temporariamente. Tenha foco!

    3- Defina metas

    Confesso que nunca fui essa pessoa de ficar traçando metas para tudo. Sempre tive objetivos, mas na maioria das áreas da minha vida eu não traçava muitas metas.

    Mas agora estou com alguns projetos em mente e percebi que posso realizá-los com mais facilidade se eu definir metas.

    Para uma meta ser eficiente, ela precisa ser específica, clara, ter um prazo para ser realizada e ser possível de ser alcançada. Então defina metas reais. Estabelecer metas irreais só vai te deixar frustrado.

    4- Monte um plano

    Agora que você já tem claro na sua cabeça como é sua rotina, quais são as suas prioridades e quais metas você deseja alcançar, é hora de se planejar.

    Escolha as ferramentas que mais te agradem e mão na massa. Use calendário, agenda, aplicativos, post-its, tudo que for necessário para te ajudar. O importante é conseguir se organizar.

    5- Coloque em prática

    De nada adianta ficar só planejando e não agir. É hora de colocar o planejamento em prática. Pode haver dias em que não será possível seguir o seu cronograma à risca, e está tudo bem. Claro que isso não pode se tornar a regra.

    Se você notar que está muito difícil seguir o planejado, faça os ajustes necessários e siga em frente.

    Aqui no blog tem outros posts que podem te auxiliar em algum aspecto da organização. Aproveite e dê uma olhada!

  • mala aberta com alguns itens dentro e ao lado dela outros objetos
    Organização

    14 dicas para economizar espaço na mala de viagem

    Aqui no blog já fiz post sobre planejamento de viagem e sobre checklist de viagem para itens de bebê. Hoje vou apresentar 14 dicas para economizar espaço na hora de fazer a mala. Esses truques vão te ajudar a carregar tudo o que precisa levando o mínimo de peso possível.

    Além disso, você vai evitar erros que podem causar transtornos, como um xampu que vaza dentro da mala. As dicas aqui servem tanto para quem vai viajar de carro, ônibus ou avião. Confira.

    14 dicas para economizar espaço na mala de viagem

    1. Escolha a mala certa

    Quando falamos em escolher a mala certa, alguns elementos devem ser considerados: tamanho da mala, material e modelo ideal para manter tudo organizado mais facilmente.

    Uma mala com material rígido ajuda a proteger os pertences. Aqueles modelos que abrem para os dois lados, como uma concha, auxiliam na visualização do conteúdo interno. Caso você tenha que se locomover a pé dentro de uma rodoviária ou de um aeroporto, pode ser interessante ter um modelo de rodinhas ou algo que possa ser colocado nas costas como uma mochila.

    1. Organize joias e bijuterias em pequenos compartimentos

    Para não perder suas joias e bijuterias no meio de itens grandes, organize-as em compartimentos pequenos. Pode ser saquinhos de organza, porta comprimidos ou algum outro tipo de embalagem pequena.

    1. Use um case de óculos para itens pequenos

    Outro local interessantes para armazenar itens pequenos é um case rígido de óculos. Uma sugestão é usar o case para armazenar os acessórios do celular, como fone de ouvido e carregador. Assim os itens afins ficam todos juntos.

    1. Proteja as solas dos sapatos

    Você não vai ter condições de ficar lavando todos os sapatos que vai levar na viagem antes de colocar na mala. Portanto, é importante proteger as solas dos sapatos para não sujar outros itens. É possível utilizar toucas plásticas de cabelo ou saquinhos próprios para sapatos (alguns sapatos vêm com saquinhos quando compramos). Em último caso, use sacolinhas plásticas.

    1. Leve só os cosméticos e itens de higiene necessários

    Carregue apenas o essencial. Quando você vai fazer uma viagem de final de semana e vai passar apenas uma noite fora, não vai ser um grande problema se você deixar em casa aquele creme anti-envelhecimento para os olhos. Se você estiver de férias, talvez queira aproveitar para tirar uma folga da rotina detalhada de cuidados com a pele.

    1. Use embalagens tamanho viagem

    Há produtos disponíveis para compra em tamanho menor, próprio para viagens. Compre uma vez e depois reaproveite as embalagens, pois comprar o tamanho maior costuma ser mais barato. Também é possível comprar embalagens em lojas de utilidades para encher com os produtos que você precisar.

    1. Leve produtos multifunção

    Nada mais prático do que levar produtos multifunção. Um protetor solar com cor já evita que tenha que levar uma base. Na maquiagem, use aqueles produtos em bastão multiuso.

    1. Opte por versões sólidas de produtos líquidos

    Produtos sólidos são mais práticos para carregar em viagens, além de não terem o risco de vazar e fazer uma sujeira na mala. Leve shampoo sólido, sabonete e outros itens que você puder.

    1. Deixe para comprar produtos de higiene pessoal quando chegar no destino

    Dependendo do seu destino e do período em que vai ficar viajando, compensa você deixar para comprar produtos de higiene pessoal quando chegar lá. Pode ser divertido , além de possibilitar conhecer novos produtos. Só tome cuidado para não cair em locais “pega turista” e pegar preços abusivos.

    1. Planeje-se para lavar roupa

    Se você achar que é possível lavar roupas durante a viagem, dá para fazer uma mala ainda menor. Peças menores e mais leves podem ser facilmente lavadas na pia do banheiro ou durante o banho.

    1. Leve roupas versáteis

    Para economizar espaço, coloque na bagagem as roupas mais versáteis, aquelas que oferecem várias opções de combinações entre si. Deixe em casa aquela peça estampada que não combina com nada. Também não é hora de levar aquele calçado desconfortável ou uma roupa nova que você ainda não pensou como pode usar.

    1. Prefira roupas leves

    Abuse de roupas finas e que não amassam facilmente. Essas peças também são mais simples de lavar e secam com facilidade, mesmo em locais sem boa ventilação.

    1. Use as peças mais volumosas no trajeto da viagem

    Escolha usar no dia da viagem as peças mais volumosas e confortáveis. Se você quer levar um par de botas, aproveite para ir com elas nos pés.

    1. Armazene meias dentro dos sapatos

    Aproveite os espaços dentro dos calçados para guardar as meias. É um espaço que costuma ser inutilizado, mas pode quebrar um galho para armazenar esse tipo de item.

    Agora quero saber quais são os seus truques para economizar espaço na mala.

  • Caderno com celular em cima ao lado de um notebook
    Finanças,  Vida

    O que eu aprendi alterando meus planos de internet e celular

    Fazia algum tempo que meu marido estava insatisfeito com a velocidade da internet que temos em casa. Apesar de termos um plano contratado de 15 Mega, muitas vezes a velocidade recebida ficava bem abaixo disso. Por isso ele queria mudar de plano.

    Confesso que não fui muito atrás disso, porque achei que acabaríamos pagando mais para ter um pacote melhor. E, apesar de nossa internet não estar legal, não estávamos usando tanto a ponto de me incomodar. Estávamos pagando o valor de R$ 120,00 por mês.

    Outras contas que começamos a achar que não estavam sendo tão vantajosas eram as nossas de celular. Ambos tínhamos planos controle da operadora Tim, no valor de R$ 59,99 cada. Na verdade, já havíamos recebido um SMS informando que a partir de 2020 a mensalidade subiria para R$ 64,99.

    Acho que não pagamos muito, mas pensamos que dava para diminuir esses valores.

    O processo de mudança

    Agora nas férias meu marido resolveu ir atrás desse assunto. Ele fez uma pesquisa virtual e viu que havia opções de internet residencial mais interessantes que a nossa, e isso na mesma empresa em que já somos clientes (Net).

    Para quem não sabe, a Net e a Claro são uma coisa só agora. Portanto, se um de nós levasse o nosso número da Tim para a Claro poderíamos ter ainda mais vantagens. Achei um ótimo negócio.

    Tentamos fazer as alterações de plano pela internet, mas não deu certo. Então entrei em contato com a Claro / Net falando que eu tinha visto uma opção de pacote e que queria alterar meu plano residencial e fazer a portabilidade do celular.

    Fiquei surpresa quando a atendente, logo de cara, me ofereceu um plano ainda mais vantajoso do que o que eu tinha visto. A minha reação foi de desconfiança, mas repeti a pergunta para atendente para ter certeza de que eu não estava entendendo errado. Ela me garantiu que era aquilo mesmo que eu tinha entendido.

    Conclusão: mantivemos a nossa operadora (Net), mas trocamos o nosso plano de internet por um melhor, de 35 Mega. Fiz a portabilidade do meu celular de um plano controle da Tim para um plano pós da Claro, com uma quantidade de dados de internet bem superior a que eu tinha antes.

    Fazendo as contas

    Por esses dois serviços vou pagar R$ 120,00 no débito. Sim, se eu escolhesse o débito como forma de pagamento, ao invés de boleto, havia um desconto a mais. Não pensei duas vezes.

    Mas meu marido ainda estava com o plano dele da Tim. Ele ligou na operadora e apenas perguntou se eles poderiam lhe oferecer condições melhores do que as já contratadas porque a Claro estava com ofertas melhores de planos. A colaboradora disse que poderia oferecer o plano que ele já tinha por R$ 49,99, o que ele aceitou prontamente.

    Dessa maneira, sem muito esforço, ao invés de pagar R$ 240,00 por mês (120 da internet + 59,99 + 59,99), passamos a pagar R$ 170,00 (120 do combo internet-celular + 49,99 da Tim). Uma economia de R$ 70,00 por mês.

    Mas e daí?

    A moral da história é a seguinte… Às vezes desistimos de algo sem nem tentar por achar que vai ser muito trabalhoso e não vai dar resultado. No entanto, muitas vezes podemos nos surpreender positivamente. Mas só vamos saber se tentarmos.

  • Vida

    Retrospectiva 2019

    Este será o último post do ano. Quando ele for ao ar, estarei de férias aproveitando um tempo com a minha família.

    Achei que seria interessante encerrar 2019 com uma retrospectiva do blog.

    Este espaço foi criado em 2017. Após alguns posts publicados, ele foi totalmente abandonado no ano de 2018 e finalmente voltou à ativa em 2019.

    Alguns dados

    Nesse ano, eu comecei a levar essa página mais a sério e me organizei para postar com regularidade. Reativei o blog em junho e escrevi 26 posts (contando este) de lá para cá, o que pode parecer bem pouco para alguns, mas sei que fiz o melhor que pude.

    Procurei escrever sobre assuntos que gosto e que estão relacionados ao meu cotidiano.

    Estipulei a segunda-feira como o dia de publicação de posts e, salvo poucas exceções, consegui cumprir o meu planejamento.

    Aqui estão os três posts mais acessados do ano:

    1. Como organizar uma festa infantil
    2. Como estou usando o Evernote para me organizar
    3. Quantidade ideal de roupas para bebês

    Caso ainda não tenha lido, aproveite para dar uma olhada. Por sinal, foram três textos que gostei bastante de fazer.

    Em 2020, sigo empolgada para continuar postando com regularidade e desejo que o blog conquiste mais leitores.

    Agradeço muito a todos vocês que passaram por aqui e que gastaram alguns minutos do seu dia para ler o que escrevo. Vocês fizeram diferença na minha vida!

    Desejo que todos tenham um Natal e um Ano Novo maravilhosos, cheios de paz, saúde, amor e acompanhados de pessoas queridas. Nos vemos em 2020!

    Se tiver sugestões de temas que você queira ver aqui no ano que vem, deixe um comentário!

  • Carteira com moedas caindo para fora e uma lupa sobre elas
    Finanças

    10 ideias para fazer renda extra rapidamente

    O custo de vida no nosso país está bem alto. Dar conta de todas as despesas não é uma missão das mais fáceis. Por isso, muita gente busca aumentar a renda, seja porque está desempregado, seja porque o salário é insuficiente. Pensando nisso, fiz esse post. As dicas aqui apresentadas exigem pouco ou nenhum investimento e dão retorno financeiro rápido.

    Confira 10 ideias para fazer uma renda extra rapidamente

    1. Tradutor

    Se você é fluente em inglês ou em outra língua, pode oferecer serviços de tradutor de texto. É possível captar clientes diretamente, através da sua rede de contatos, ou pelo intermédio de plataformas como a Workana.

    1. Vendedor de itens parados em casa

    Todo mundo tem em casa algum item em bom estado que não está mais usando. Seja uma peça de roupa, uma mochila ou um eletrônico. Olhe com atenção na sua casa e selecione aqueles objetos que podem ser vendidos.

    Você pode anunciar online em grupos do Facebook, no Enjoei, na OLX ou no Mercado Livre. Mas também é possível vender pessoalmente. Você pode divulgar para os seus conhecidos, fazer um bazar em casa ou vender para brechós, sebos, lojas de móveis usados, etc. Depende do que você tiver para vender.

    1. Revendedor de produtos de beleza

    Essa é uma forma de renda extra que já existe há muito tempo mas sempre funciona. Venda produtos por catálogos. Há inúmeras marcas no mercado e produtos de beleza são muito procurados, mesmo em épocas de crise.

    1. Redator

    Para quem gosta e tem facilidade com a escrita, ser redator online é uma ótima ideia. É possível conseguir jobs por meio de plataformas online, pelo intermédio de agências de marketing, ou mesmo diretamente, através de sua rede de contatos. Eu sou formada em Jornalismo e comecei a utilizar esta opção de renda extra. Está sendo ótimo para meu aperfeiçoamento.

    1. Editor de vídeos

    Com a popularização do Youtube, muita gente está investindo na produção de vídeos, mas para editar os conteúdos leva tempo e exige algum conhecimento. Por isso, vários youtubers optam por terceirizar o serviço de edição para que tenham mais tempo para focar na produção de material.

    1. Motorista de aplicativo

    Os aplicativos de transporte estão ganhando espaço na vida dos brasileiros. Se você tiver um carro, cadastre-se em alguma plataforma e comece a trabalhar logo!

    Aliás, não necessariamente você precisa ter um carro próprio. Conheço gente que mesmo sem ter carro fez as contas e entendeu que valia a pena alugar um automóvel para começar a prestar o serviço de motorista de aplicativo.

    1. Artesão

    Se você possui alguma habilidade manual ou tem disposição para aprender, essa pode ser uma boa ideia. Aqui há um infinito de possibilidades e a internet é uma ótima fonte de inspiração. Inclusive há muitas opções de artesanato que utilizam produtos recicláveis, o que torna o investimento inicial irrisório.

    O final de ano é uma ótima época para começar, pois muitas pessoas trocam presentes ou compram aquela lembrancinha para presentear as pessoas queridas.

    Um ótimo local para vender esse tipo de produto artesanal é o Elo7.

    1. Fotógrafo

    Há vários bancos de imagens gratuitas na internet. Se você consegue fazer fotos legais, é possível vender para esses sites e fazer uma grana extra.

    1. Cuidador de pets

    Ter pets é uma alegria e é a escolha de muitas pessoas. No entanto, quando o dono precisa viajar é aquele problema. Eu mesma já passei por esse tipo de situação.

    Atualmente há alguns sites, como o Dog Hero e o Pet Anjo, nos quais você pode se cadastrar para cuidar de pets de terceiros. Basta ter algum espaço em casa e gostar de animais. Não é preciso nenhum investimento para começar.

    1. Gestor de mídias sociais

    Marcar presença online, especialmente nas redes sociais, é essencial para as empresas que querem crescer. Mas ter tempo para gerenciar todas as mídias pode não ser uma tarefa fácil. Sendo assim, muitas marcas estão contratando alguém para administrar suas contas nas redes sociais. Se você é conectado e está sempre nas redes, pode ser uma boa opção para ganhar dinheiro.

    Gostou das dicas? Você costuma fazer algo para conseguir uma renda extra? Deixe um comentário e conte sua experiência.

  • Caçamba lotada de lixo no meio de um terreno gramado.
    Minimalismo,  Vida

    8 dicas de sustentabilidade para iniciantes

    As condições climáticas estão cada vez mais extremas, resultado da falta de cuidados com o meio ambiente. Precisamos pensar mais no futuro que vamos deixar para as próximas gerações.

    Eu confesso que estou longe de ser um exemplo de sustentabilidade, mas tenho tomado algumas pequenas atitudes para cuidar melhor do planeta. Se cada um fizer um pouquinho, podemos melhorar bastante.

    Confira aqui 8 dicas de sustentabilidade para quem está iniciando a jornada.

    1- Carregar uma garrafinha de água por aí

    No meu trabalho, ao levar uma garrafa, eu evito utilizar copos descartáveis para beber água. Em outros locais, ter uma garrafinha à mão impede que você compre água e gaste mais plástico, já que a bebida vem em embalagens plásticas. Além de fazer bem para o planeta, você economiza dinheiro.

    2- Levar uma xícara para o trabalho

    Apesar de não ser a louca do café ou do chá, comecei a ficar incomodada porque todos os dias eu utilizava um ou dois copinhos plásticos descartáveis para tomar um pouquinho de café ou chá.

    Então eu decidi pegar uma xícara da minha casa e deixar no meu trabalho.
    Assim, todos os dias eu uso a minha xícara de porcelana e depois lavo para reutilizar. Nunca mais usei os copos descartáveis.

    Já pensou se todos fizessem isso nas empresas?? A redução de consumo de plástico seria absurda!

    3- Utilizar saquinhos de lixo em sua capacidade máxima.

    Eu ainda não consegui evoluir o suficiente para parar de colocar saquinhos de plástico nas lixeiras. Então o meu esforço é para utilizar os saquinhos em sua capacidade máxima.

    Se o lixo não estiver mal cheiroso e a lixeira ainda estiver com espaço, não há necessidade de trocar o saquinho.

    4- Dispensar a via dos comprovantes de cartão de crédito

    Quando fazemos uma compra no cartão, a maquininha emite a via do estabelecimento e, em seguida, a via do cliente. Passei a avisar a pessoa que está me atendendo que não quero a minha via. Assim, faz se a economia de um papel que eu jogaria no lixo logo depois.

    Hoje em dia já existem algumas máquinas que não imprimem recebo, apenas mandam o comprovante por SMS ou e-mail.

    5- Solicitar alteração na forma de envio de boletos

    Atualmente quase todos os meus boleto eu recebo por e-mail, ao invés de receber pelos Correios. Na maioria das vezes eu nem imprimo a fatura, só digito o número do código de barras no celular para fazer o pagamento.

    Mesmo se você resolver imprimir, você só precisa imprimir a folha em que está o código de barras. Quando recebemos por correio, muitas vezes vem mais de uma folha junto. Ou porque vem o extrato de consumo ou porque vem alguma propaganda.

    Se você optar por imprimir, ainda é possível utilizar a impressão em frente e verso ou reduzir o tamanho e colocar mais de um boleto na mesma folha de papel.

    6- Recusar canudos em estabelecimentos comerciais

    É quase uma regra vir um canudo para acompanhar uma bebida que pedimos em um restaurante ou lanchonete. É um item totalmente dispensável, podemos muito bem tomar nossa bebida sem canudo. Por isso, passei a recusar esse objeto.

    7- Fazer o descarte correto

    Pilhas, baterias, lâmpadas, remédios são alguns itens que não podem ser descartados em um lixo comum, pois são tóxicos e precisam do descarte correto para não contaminar os aterros e tudo o mais. Separar estes itens é fundamental. Além disso, é importante separar o lixo reciclável do orgânico.

    8- Pensar bem antes de sair imprimindo coisas

    Eu penso muito bem antes de imprimir uma folha de papel. Será que aquela impressão é mesmo necessária ou é apenas uma pequena comodidade ou um hábito?

    Como já comentei, aqui são pequenos passos de uma pessoa comum que está apenas no início da jornada por um mundo melhor. Vocês têm mais dicas sobre o assunto?? Deixem aqui nos comentários que eu vou adorar aprender mais.

  • Corações de pano pendurados em um varal
    Minimalismo,  Vida

    Quando se faz necessário um destralhe de emoções

    Eu me considero uma pessoa ansiosa. Acho que sempre fui um pouco assim, mas hoje estou mais e tenho uma percepção melhor do que sinto.  

    Há alguns anos descobri o minimalismo. Na verdade, acho que eu já conhecia o conceito mas não sabia dessa nomenclatura “minimalismo”. Desde então, tenho tentado aplicar cada vez mais à minha vida.  

    Uma das coisas que sempre busco é o destralhe. Não pelo simples ato de desapegar, mas pelas consequências dessa atitude: manter em casa apenas o que amamos e faz sentido, ter mais tempo para o que realmente importa, buscar o que nos é essencial. 

    Destralhar pode não ser uma missão das mais simples. Algumas categorias são mais difíceis do que outras. Para algumas pessoas é mais fácil do que para outras. Eu mesma consigo me desfazer de algumas coisas com facilidade, mas de outras não.  

    Esses dias eu fiquei pensando sobre o destralhe e sobre a necessidade de desapegarmos não apenas de objetos, mas de sentimentos que nos fazem mal.

    Para esse desapego, o primeiro passo é admitir que algo não está bem. Como diz a escritora Brené Brown, autora de “A coragem de ser imperfeito”, não é fácil se mostrar vulnerável e ter coragem de admitir determinadas emoções e sentimentos. 

    Tenho me esforçado para me desapegar de sentimentos que me fazem mal. Vou compartilhar com vocês algumas dicas que têm me ajudado.

    5 dicas para ajudar no destralhe de emoções

    1) Escrever

    Procuro listar os motivos pelos quais aquilo que sinto não faz sentido. Quando vem aquela sensação ruim, aproveito para ler o que escrevi e racionalizar. 

    2) Ressignificar

    Essa dica tem a ver com programação neurolinguística (PNL). Não tenho grandes conhecimentos sobre o assunto, mas uma figura conhecida que utiliza essa técnica é o Tony Robbins.

    De forma muito simplista, com a PNL você ressignifica situações, emoções ou o que precisar para mandar uma mensagem diferente para seu próprio cérebro. Assim, o cérebro passa a registrar tal situação de maneira diferente.

    3) Respirar fundo

    Essa é uma dica que muitas pessoas recomendam para os momentos de dificuldade. Realmente ajuda a dar uma desacelerada. Há algumas técnicas de respiração, como inspirar e expirar lentamente 10 vezes.

    4) Fazer alguma coisa por mim

    Pensar um pouco em mim e fazer algo que eu goste auxilia no combate às emoções ruins. Caso você não tenha muito tempo, pode ser algo simples, como ler por 15 minutos, comer algo gostoso, etc. Depende do seu gosto. 

    5) Tomar um banho gostoso

    Eu adoro tomar banho. É comum eu sair do banho pensando: “Nossa, como isso é bom”. Só que no dia a dia, muitas vezes o banho é um momento corrido e executado de forma automática. Se for possível, tome um banho relaxante e se concentre nesse ato.

    E aí, vocês têm outras dicas sobre o assunto? Me contem nos comentários.

  • Finanças,  Minimalismo

    Não caia na besteira de pagar mais para ter mais do que você não precisa

    Esses dias eu recebi uma ligação da Claro-Net que me fez pensar.  A atendente me ofereceu um plano de internet com uma velocidade maior do que a que eu tenho contratada hoje, além de um pacote de TV e wifi fora de casa.

    Nos três primeiros meses eu pagaria R$ 10,00 a menos do que pago hoje por mês. A partir do quarto mês, minha mensalidade ficaria R$ 10,00 mais cara do que é hoje, sendo que no valor que pago hoje só está incluída a internet fixa.

    Teoricamente o que ela estava me oferecendo não era ruim. No entanto, o que eu tenho hoje já me atende. Portanto, eu recusei a oferta. A moça ficou insistindo, tentando me convencer, mas me mantive firme. Depois que desliguei o telefone fiquei pensando sobre aquilo.

    A moça não estava se conformando com a minha recusa. Imagino que a maioria das pessoas deva aceitar esse tipo de oferta sem nem pensar muito, já que estavam oferecendo mais benefícios por uma mensalidade “apenas” R$ 10,00 mais cara.

    Mas para que vou pagar esse valor a mais sendo que o pacote que eu tenho hoje já me atende?? Esses R$ 10,00 mensais podem virar R$ 120,00 em um ano, sem considerar juros. Não é nenhuma fortuna, mas é um valor que eu posso usar de uma forma melhor.

    Mão segurando uma flor. Não caia na besteira de pagar mais para ter mais do que não precisa.

    De um modo geral, o ser humano tem uma certa mania de grandeza, de querer sempre mais, de não se satisfazer com o que tem. Promoções do tipo “pague 3 leve 2” fazem o maior sucesso. Muitos compram sem pensar se vão conseguir usar os 3 itens antes da validade, por exemplo. Aí acontece o desperdício e o barato sai caro.

    Está na hora de refletirmos mais sobre nossos hábitos de consumo. Se o que tenho já é o essencial, não preciso de mais. É o que prega o minimalismo.

    De acordo com o site Significados, “Essencial é o indispensável, o necessárioé algo muito importante que não pode faltar. Do latim essentiale, que se refere à essência, ou seja, a substância, a ideia principal, o que constitui a natureza íntima das coisas.”

    O essencial pode variar de pessoa para pessoa, e tudo bem. Cada um tem que buscar o que é importante e suficiente para si.